Instalar

Afugentador de aves amigo do ambiente

 

1. Análise do Local

  1. Levantamento das superfícies/áreas afectadas; 
  2. Estudo de meios técnicos e equipamentos de suporte necessários; 
  3. Classificação das áreas: Alta frequência ou Habitat; Média frequência ou semi-habitat; baixa frequência ou local de descanso.

 

Alta frequência ou Habitat

 

A-Alta

 

Trata-se do local de nidificação, com uma área aproximada de 50x50cm, especialmente difícil de desalojar em virtude do instinto natural de regresso a casa que caracteriza as aves.

Os pratos de Sairen devem ser colocados em grelha, espaçados entre 10-15cm.

Por vezes os ninhos estão fora do alcance, sendo necessário vedar a entrada com recurso a uma rede apropriada para o efeito.

Se o local de nidificação não for corretamente tratado, as aves voltarão sempre, independentemente de se tratar os espaços envolventes de média e baixa frequência.

 

 

Média Frequência ou semi-Habitat

 

A-media

 

São espaços habitualmente utilizados pelas aves para proteção contra o frio e chuva, potencialmente futuros locais de nidificação, onde é comum encontrar excrementos e penas. A área de semi-Habitat ocupa aproximadamente 3-4m².

Os pratos de Sairen devem ser colocados em grelha, espaçados entre 20-25cm.

 

 

Baixa Frequência ou Local de Descanso

 

A-baixa

 

Espaços e estruturas facilmente acessíveis, onde as aves pousam para descansar ou comer, como terraços, varandas, telhados, cornijas, algerozes, parapeitos e peitoris, sinais, etc.

Nestes locais é observável a frequência de grupos de aves que partilham o mesmo espaço. Para dissipar estes agrupamentos, os pratos de Sairen devem ser colocados em grelha, espaçados entre 30-50cm. 

2. Limpeza

Este procedimento crucial para o bom funcionamento do sistema Sairen visa eliminar todos os resíduos que atraem sensorialmente as aves, promovendo o seu regresso e permanência aos locais a tratar;

Remover manualmente ou por aspiração as penas, restos de ninhos ou outros resíduos soltos;

Lavar as superfícies com água e detergente, prestando especial atenção aos excrementos e outra sujidade mais entranhada. Nos casos mais difíceis pode ser efetuada uma raspagem ou lavagem com água pressurizada;

Após a lavagem aconselha-se a pulverização de desodorizante enzimático CHEMZYME FRESH para a eliminação definitiva de odores residuais.

3. Aplicação

Após a lavagem, antes de proceder à colagem dos pratos de Sairen, as superfícies devem estar completamente secas afim de assegurar a aderência da cola ou silicone.

 

Materiais Necessários: 

SaiRen Tipo AUHU PolymaxPistola de Silicone
Sairen tipo-A na quantidade estimadaCola compatível com as superfícies a tratar (recomendamos UHU Poly Max)Pistola de aplicação

 

– – –

 

Espaçamento – Alta frequência ou Habitat
Exemplo: 100cm x 20cm

sairen-100x20

 

 

Média Frequência ou semi-Habitat
Exemplo: 100cm x 30cm

sairen-100x30

 

 

Baixa Frequência ou Local de Descanso
Exemplo: 100cm x 50cm

sairen-100x50

4. Verificação e Correção

A verificação de resultados é um processo progressivo, que tem início uma semana após a aplicação de Sairen.

É nesta fase que devem ser avaliados os resultados preliminares e reforçada a “grelha” de pratos consoante os dados observados.

É recomendada uma visita mensal de acompanhamento à área tratada durante o primeiro trimestre, reforçando e corrigindo o posicionamento dos pratos sempre que necessário.

Deve ser prestada especial atenção aos corvos e pegas, devido ao seu forte instinto de regresso ao local nativo, especialmente depois de atingirem a idade adulta, 5 a 6 meses após deixarem o ninho.

5. Erradicação

Com uma cobertura bem implementada de Sairen verifica-se a ausência total de aves durante um período não-inferior a 2 anos. É comum o abandono das aves estender-se para lá do prazo de actuação de Sairen, o que se explica através de uma alteração concreta da conduta das aves frequentadoras do espaço tratado.

Durante este período, Sairen está a contribuir para:

  • A prevenção de doenças, como a Ornitose e a Salmonelose;
  • A manutenção da higiene e salubridade;
  • O controlo de pragas de insectos que se desenvolvem nos ninhos;
  • A minimização de riscos com aeronaves que circulem nas proximidades;
  • A prevenção de danos estruturais e corrosão no edifício.
  • etc.

 

 

Download do Catálogo

Download da ficha de segurança
(MSDS)